terça-feira, 8 de dezembro de 2015

AS IDENTIDADES E SUAS FORMAS NA VIDA GLOBAL

       As identidades nacionais estão sendo “homogeneizadas”? A homogeneização cultural é o grito angustiado daqueles/as que estão convencidos/a de que a globalização ameaça solapar as identidades e a “unidade” das culturas nacionais. Entretanto, como visão do futuro das identidades num mundo pós-moderno, este quadro, da forma como é colocado, é muito simplista, exagerado e unilateral.

                Pode-se considerar, no mínimo, três qualificações ou contratendências principais. A primeira vem do argumento de Kevin Robin e da observação de que, ao lado da tendência em direção à homogeneização global, há também uma fascinação com a diferença e com a mercantilização da etnia e da “alteridade”. Há, juntamente com o impacto do “global”, um novo interesse pelo “local”
A globalização (na forma da especialização flexível e da estratégia de criação de “nichos” de mercado), na verdade, explora a diferenciação local. Assim, ao invés de pensar no global como “substituindo” o local seria mais acurado pensar numa nova articulação entre “o global” e “o local. 

        Num mundo de fronteiras dissolvidas e de continuidade rompidas, as velhas certezas e hierarquias da identidade britânica têm sido postas em questão. Num país que é agora um repositório de culturas africanas e asiáticas, o sentimento do que significa ser britânico nunca mais pode ter a mesma velha confiança e certeza. O que significa ser europeu, num continente colorido não apenas pelas culturas de suas antigas colônias, mas também pelas culturas americanas e agora pelas japonesas? A categoria da identidade não é, ela própria, problemática? É possível, de algum modo, em tempos globais, ter-se um sentimento de identidade coerente e integral? A continuidade e a historicidade da identidade são questionadas pela imediatez e pela intensidade das confrontações culturais globais.
 
    As identidades em um mundo global ficam sem o sentido direcionador de um centro pois surgem de uma diversidade, propostas e resultados de interligações e junções das raças e povos que se encontram em uma unidade de fronteiras e culturas. Mas mesmo assim se desfragmentam e suas verticalizações. 

Um comentário:

  1. Felicidades!!
    Un pequeño presente te espera en mi blog si gustas puedes pasar a buscarlo. Con El queremos destacar la importante labor de este lugar.

    Entra a RINCÓN DE AMIGOS:
    http://entrelosrincones.blogspot.com.ar/

    saludos cordiales. Pat

    ResponderExcluir