domingo, 18 de maio de 2014

SUCHOLDOSKI E A PEDAGOGIA DA ESSÊNCIA VERSUS A DA EXISTÊNCIA

                           

Ao se falar e comentar sobre este educador e pensador polonês, é refletir sobre duas escolas de pensamento e ações na educação, denominadas pedagogia da essência e da existência. A da essência que visualiza e defende o homem conforme sua própria natureza, sendo inspirada nas propostas filosóficas de Platão. Assim é uma proposta e pedagogia que irá ver no aluno, o imperfeito que necessita de alcançar a perfeição e desenvolver suas ideias, que ainda estão em processo de formação, saindo da caverna e se encontrando no “mundo das ideias”, expressão esta Platonista. Assim podemos ver que esta pedagogia será a que vai fomentar no aluno, a ascensão das ideias que para Platão será a oportunidade de surgir a ideologia; a educação que segue esta perspectiva ousa olhar para um horizonte que para o mundo contemporâneo já foi, mas que ainda nas sombras do seus legado vamos vivendo em nossas praticas pedagógicas.
A outra pedagogia que Suchodolski, coloca em analise em sua obra crítica e histórica sobre a pedagogia vai ser, a da pedagogia da existência, que tem nas proposta evolucionista de Darwin seu embasamento, vai olhar e participar das intervenções da revolução copernicana, que vai conduzir a educação para outros horizontes, os quais vivenciamos hoje. Vai ter como elemento ou ação propulsora, a união da educação com a vida, de tal forma que o ideal não seja de todo necessário. Assim ela vai se primar em contravergência da pedagogia da essência. Mas podemos ver nesta pedagogia uma oportunidade revolucionaria da educação, onde hoje temos novas tendências fundamentadas nos pensamentos de Dewey e Rosseau, defensor de uma ação pedagógica situada na existência em seus desenvolvimentos sociais; filósofos que sairão das possibilidades platonistas, para olhar a sociedade em sua construção tendo na educação as oportunidades de sua emancipação.
Sucholdolski quando une e apresenta em sua obra uma crítica histórica destas percepções está trazendo a academia a possibilidade de visualizar dois modelos de educação que não estão limitados somente a um período, mas que conduzem épocas no nortear embrionário das possibilidades pedagógicas. 

Um comentário:

  1. Seu blog é encantador, estive a ver e ler algumas coisas, não li muito, porque espero voltar mais algumas vezes,mas deu para ver a sua dedicação e sempre a prendemos ao ler blogs como o seu. Se me der a honra de visitar e ler algumas coisas no Peregrino e servo ficarei radiante, e se desejar deixe um comentário. Abraço fraterno.António.

    ResponderExcluir